Steven Tyler - Roma -

17/07/2019

Steven Tyler nasceu em Nova Iorque. Seu pai, Victor A. Tallarico (14 de maio de 1916 - 10 de setembro de 2011), era filho de italianos, da provincia de Reggio Calabria.

Nota do Site Itália 9,7

Steven Tyler (nascido Steven Victor Tallarico, Yonkers, 26 de março de 1948) é um cantor, compositor e multi-instrumentista dos Estados Unidos, conhecido por seu trabalho como vocalista da banda Aerosmith, na qual também toca gaita, piano e, ocasionalmente, percussão.[1] Conhecido como "Demon of Screamin'" ("Demônio da Gritaria", em tradução livre), e por suas acrobacias sobre o palco, durante suas performances enérgicas, nas quais se veste com roupas coloridas e brilhantes e utiliza seu tradicional microfone adornado com lenços coloridos.

Na década de 1970, Tyler se destacou como líder do Aerosmith, banda sediada em Boston que lançou diversos álbuns clássicos do hard rock, como Toys in the Attic e Rocks. No fim daquela década e no início da seguinte, Tyler sustentou um pesado vício em álcool e drogas, enquanto a popularidade da banda declinava. Após passar por clínicas de reabilitação em 1986, Tyler se manteve sóbrio por mais de 20 anos, embora tenha adquirido um vício em analgésicos no fim da década de 2000, que ele conseguiu tratar com sucesso em 2009.[2][3]

Após a banda ter feito um retorno extremamente bem-sucedido no fim da década de 1980 e início da de 1990, com os álbuns Permanent Vacation, Pump e Get a Grip, Tyler se tornou uma personalidade conhecida, e continua a ser um ícone pop de grande relevância. Como resultado, participou de diversos projetos solo (que entraram no top 40), incluindo aparições como convidado especial nos trabalhos de outros artistas, bem como papéis no cinema e na televisão (inclusive sendo jurado no popular programa American Idol[4]), além de ter escrito uma autobiografia bem sucedida (lançada em 2011[5]). Continua, no entanto, gravando e se apresentando com o Aerosmith, após mais de 43 anos na banda.

Recentemente, Tyler foi incluído entre os "100 maiores cantores" da revista Rolling Stone,[6] e ficou com a terceira posição da lista de "100 maiores vocalistas do metal de todos os tempos", da Hit Parader.[7] Em 2001 passou a fazer parte do Rock and Roll Hall of Fame, juntamente com o resto do Aerosmith,[8] e foi o apresentador quando a banda australiana AC/DC passou a fazer parte do mesmo, em 2003. Em 2013, Tyler e seu parceiro Joe Perry receberam o ASCAP Founders Award e entraram para o Songwriters Hall of Fame.