Presidente do Banco Central reúne-se com empresários italianos

09/11/2019

Nesta sexta-feira (8), no lindo terraço Italia, em São Paulo, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reuniu-se com empresários, investidores, banqueiros e diplomatas italianos para ilustrar a política monetária do Governo Bolsonaro, avanços dos projetos e o cenário econômico atual do pais.

Foto: Site italia
Foto: Site italia

O encontro, como sempre bem organizado pela Embaixada da Itália no Brasil, com total apoio do Consulado Geral em São Paulo, faz parte de uma série de reuniões entre os empresários italianos e membros do governo Bolsonaro, como o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o CEO da Vale, Eduardo De Salles Bartolomeo e claro o presidente do Banco Central, que ocorreram ao longo do ano. 

O embaixador italiano, Antonio Bernardini, realmente soube transformar estes encontros em um real momento de sinergia entre o poderes brasileiros e a presença italiana no pais. Entre os convidados o Diretor Presidente de Keliamed empresa de segurança Hospitalar, também Presidente de nossa Associação Nacional Ítalo Brasileira Ordem e Progresso, Andrea Ruggeri, que disse a nossa jornalista Cris Vicente:

Embaixador Bernardini e Presidente BC
Embaixador Bernardini e Presidente BC

"nosso embaixador soube transformar estas oportunidades de encontros ampliando o relacionamento entre Itália e Brasil e como diz ele .. os sinais positivos que vem do Brasil são uma oportunidade também para Itália" 

e ainda 

"este é o momento de grandes oportunidades e a Itália sabe disto". 

Roberto Campos Neto fez uma exposição muito bem detalhadas dos projetos e suas evoluções e entre estes disse:

"o governo está tentando aumentar o aporte privado e reduzir o aporte público nos investimentos

alegando que;

"As novidades são muitas e estamos trabalhando em todas as frentes". 

Falando sobre os cortes na taxa básica de juros (que está já no menor nível da história, em 5% ao ano), o presidente do BC 

"disse que o trabalho feito reduziu de mais da metade a taxa somente neste primeiros 300 dias e que acredita ter espaço para mais um corte na Selic".

O Presidente de Ordem e Progresso Andrea Ruggeri, aconselhado pelo Primo Roberto Segatto da Abracex (Associação de Comercio Exterior do Brasil) e Associado de Ordem e Progresso ainda pediu ao presidente do BC uma abertura maior de créditos e financiamentos para compra de maquinários e equipamentos industriaispois, nossa indústria está obsoleta com equipamentos de idade média de 25 anos, o que a torna sem possibilidade de gerar ótima produção para o mercado interno e externo.

Uma medida importante para a economia que causaria crescimento do PIB e criação de empregos.

José André Calvino Marques Pereira - Foto BC
José André Calvino Marques Pereira - Foto BC

Concluiu a organizzata reunião com o Banco Central o chefe do departamento de regulação do sistema financeiro (Denor) José André Calvino Marques Pereira. Falando entre outras coisas sobre as principais diretrizes do funcionamento do Open Banking (Sistema Financeiro Aberto) no Brasil.

Café e pequeno almoço ficaram por conta do Chefe do Terraço Italia Pasquale Mancini, como sempre uma primícia. Parabéns outra vez ao Embaixador Bernardini, ao Cônsul de São Paulo Filippo La Rosa a Simone Panfili e a super organizada rede diplomatica italiana no Brasil.

Cris Vicente