Itália cancela cidadania de mais de mil brasileiros

21/05/2018

ROMA - A pequena cidade de Ospedaletto Lodigiano, na região da Lombardia, na Itália, cancelou a cidadania de mais de mil brasileiros após descobrir fraudes no processo. Os 1.118 brasileiros afetados pela medida são acusados de pagar propina a agentes públicos para que estes atestassem o tempo mínimo de residência necessário à obtenção da cidadania.

Morar na Itália não é sempre um requisito para conseguir a cidadania, mas a fraude, neste caso, envolvia processos de obtenção do documento via residência. O esquema se beneficiava de uma lei italiana que concede a cidadania aos estrangeiros que, além de serem descendentes de italianos, têm residência fixa no país. Todas as cidades - são mais de oito mil - podem fazer esse reconhecimento. Mas é preciso que a pessoa comprove que está morando no local.

Investigações revelam que fraudes de brasileiros nos processos de cidadania italiana são frequentes. Em julho do ano passado, a Guarda de Finanças da cidade de Lodi realizou uma ação batizada de "Operação Carioca", que desmantelou um esquema ilegal de cidadania que teria beneficiado cerca de 500 brasileiros em 2016.

Ao todo, foram presos cinco acusados de usar documentos falsos para legalizar a situação dos estrangeiros. Foram levados para a prisão o vigile (fiscal municipal) - que não teve a identidade revelada -, o chefe de polícia, Mariano Pozzoli, de 64 anos, e um oficial de Estado da mesma comuna, identificado como A.C., de 42 anos.

Também foi preso um empresário brasileiro, dono de uma agência com sede em Monza, identificado como W.G., de 38 anos. A operação colocou ainda sob o regime de prisão domiciliar a esposa do empresário, identificada como B.M., de 44 anos, também brasileira, e o dono de uma empresa de aluguel de carros de Verona, identificado como F.I., de 57 anos.


Leia mais: o Globo


https://www.comune.ospedalettolodigiano.lo.it/doc/news/3429/ELENCO%20A.pdf 

A lista dos brasileiros que tiveram a cidadania italiana cancelada pode ser conferida no link acima. Nela, há mais de 400 nomes de pessoas residentes na cidade de São Paulo; 18 no Rio de Janeiro; 44 em Belo Horizonte; 30 em Curitiba; 39 em Campinas; 15 em São Bernardo do Campo, entre várias outras cidades.

Os tramites da Cidadania no Brasil e na Itália tem que respeitar a Lei. Escreva para cidadania@italia.org.br se tiver duvidas.