Cidade Aumentada - Maurizio Carta

26/03/2019

Como parte da programação do Italian Design Day, evento instituído pelo Ministério das Relações Exteriores da Itália para celebrar a força do design italiano em diversas cidades ao redor do mundo, no dia 29 de março, das 17h às 19h, o Istituto Europeo di Design - IED em São Paulo recebe o convidado internacional e referência mundial em cidades inteligentes Maurizio Carta, autor de Augmented City, Dynamics of Periphery, The Fluid City Paradigm e mais de 300 publicações.

Denominado embaixador da edição de 2019, Maurizio discute o tema "Cidade aumentada - design e criatividade como elementos transformadores dos territórios urbanos" ao lado do arquiteto e urbanista Pedro Évora e Andrea Matarazzo em debate mediado por Alexandre Salles.

Retratando as cidades como organismos vibrantes de lugares e comunidades, dados e informações, ações e reações, geradas pelos usuários e pelo ambiente, Maurizio levanta questionamentos sobre nossa capacidade de construir ambientes urbanos mais eficientes, perceber necessidades, e agir cotidianamente para todos os moradores em um metabolismo circular.

Maurizio Carta
Maurizio Carta

No formato mesa redonda e com intérpretes simultâneos, o autor do paradigma da Augmented City - uma cidade que capta as demandas de uma sociedade cada vez mais reticular e interligada com base no conhecimento e na criatividade -, propõe que a cidade aumentada não pertença a um futuro longínquo, mas a um presente já em transformação.

Organizado em parceria com o Consulado Geral da Itália em São Paulo, Istituto Italiano di Cultura, Italian Design Day e Vivere all'Italiana, o debate conta com a presença do cônsul-geral da Itália em São Paulo, Filippo La Rosa, diretor do Istituto Italiano di Cultura, Michele Gialdroni, e diretor geral do IED no Brasil, Fábio Palma.

A cidade aumentada, assim, não é a cidade do futuro longínquo, mas nos incentiva a morar no presente em mudança.

Maurizio Carta

Professor catedrático de urbanística e Presidente da Escola Politécnica da Universidade de Palermo. Elaborou o paradigma da "Augmented City", uma cidade mais sensível, inteligente e open source, fundada na criatividade, na resiliência e na reciclagem para ser mais produtiva, fluida e em rede. Autor de mais de 300 publicações científicas, entre as mais recentes: Reimagining Urbanism (2014), The Fluid City Paradigm (2016), Augmented City (2017) Dynamics of Periphery (2018).