Ansa Brasil posta somente noticias contra Bolsonaro, Salvini, Trump e qualquer formação de direita

03/11/2018

Uma Agência de notícias deveria ser totalmente imparcial, ainda mais sendo internacional, mais imparcial até que um jornal, mas não é o que acontece com a Ansabrasil, que se diz Agência Italiana de Notícias, mas que fala mal do Governo italiano (mesmo tendo o link oficial da Embaixada da Italia) em quase todos os artigos publicados, como fala contra o novo Presidente do Brasil Jair Bolsonaro, o Presidente Americano Trump, e qualquer personagem de centro direita ou de direita do Planeta, e publicando qualquer comunicado do PT e seus aliados na mesma hora, desde a campanha eleitoral reproduzindo fakes e agora atacando o Presidente e seus aliados em todos os artigos que falam do Brasil. Pelo menos estamos cientes que Ansabrasil faz parte do grupo que reune jornais e TV fakes, ou aqueles que repetem as mesmas pautas frases e ataques a lideres de direita ou não alinhados com o grupo deles, como El Pais, Le Monde, The Guardian, Times, Globo News, Folha de São Paulo entre outros, uma verdadeira vergonha do jornalismo mundial e que desta forma, atacando os próprios símbolos dos cidadãos, já proporcionou a derrota da esquerda nas eleições nos USA, Italia, Polônia, Alemanha, Hungria, Áustria, Reino Unido, Argentina, Finlândia, Paraguai, Chile, Peru, Colômbia e agora no Brasil.

Ainda não intenderam que fakes e ataques organizados deixam os eleitores contra os próprios meios de comunicação. Jornais via internet e redes sociais destruiram as informações falsas de cartéis de jornais e TVs pela maioria quebrados e que aceitam repetir notícias contra esta ou aquela ideologia defendendo interesses contra os próprios cidadãos a favor de poderes ainda não bem identificados.

Era conhecida a índole anti direita, e esquerdista da pseudo Agência Ansabrasil, mas agora ultrapassou todos os limites. Esta na hora do Governo Italiano e Brasileiro rever eventuais ajudas econômicas e de representação, que são pagas pelos cidadãos, um absurdo que nossas representações autentiquem estas agências no mesmo momento que elas as agridem e ofendem, acho que o Vice Primeiro Ministro Salvini e o Ministro das Relações Exteriores intendem o que estamos falando neste artigo. Aqui não queremos cercear a imprensa da qual fazemos parte integrante, mas as fakes e os ataques gratuitos e parciais, financiados indiretamente pelos mesmos cidadãos.