9º Slow Filme

04/09/2018

A segunda semana de setembro é tempo de SLOW FILME, o festival que conjuga cinema e gastronomia, em nome da sustentabilidade, do respeito à diversidade e à identidade dos povos. SLOW FILME - FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA, ALIMENTAÇÃO E CULTURA LOCAL é único em seu perfil no Brasil e em 2018 chega à nona edição perguntando: cozinha tem gênero? O evento acontece no Cine Pireneus, em Pirenópolis, de 13 a 16 de setembro, com entrada franca.

Para o 9º SLOW FILME estão programados 11 longas-metragens, quase todos inéditos nas telas brasileiras. Sob a curadoria do cineasta, professor e crítico Sérgio Moriconi estão títulos produzidos na Itália, França, Áustria, Portugal, Brasil, Austrália, República da Geórgia, Estados Unidos e Líbano. Será possível ver, em primeira mão, o premiado "Prime Meridien of Wine" (Meridiano do vinho), da diretora e atriz georgiana Nana Jorjadze, que mostra, de maneira divertida, o processo tradicional de produção de vinho na Geórgia - que ainda segue métodos de oito mil anos atrás. O filme conquistou prêmios em festivais na França, Estados Unidos e Espanha, entre outros.

A programação acontece de quinta a domingo e, além da projeção de filmes, terá conversas com realizadores e especialistas, oficina e degustações gratuitas. SLOW FILME é uma realização da Objeto Sim e conta com apoio das Embaixadas da Itália, República da Geórgia, Áustria, Austrália, Portugal e França.

O 9º SLOW FILME também fará uma homenagem à Itália, país onde surgiu o Slow Food. Para começar, o filme que recupera a história do movimento e do homem que o criou será exibido logo na abertura do festival. "Slow Food Story" apresenta a vida e o pensamento de Carlo Petrini, que revolucionou a alimentação mundial. Outra produção italiana, "Sou eu que cozinho!" promove uma viagem pelos sabores da cozinha tradicional napolitana, através da atividade de cinco importantes chefs - o filme é uma produção do movimento Slow Food Napoli e será apresentado pela Conselheira Cultural da Embaixada da Itália, Alessandra Crimi. E "Lorello e Brunello" acompanha um ano na vida de dois irmãos agricultores da Toscana, mostrando as dificuldades que enfrentam com a ação das grandes corporações no mercado de alimentação. As exibições dessas três produções contam com o apoio da Embaixada da Itália.

Um ano de trabalho dos irmãos gêmeos Lorello e Brunello, agricultores de Maremma, no sul da Toscana. Dividido em quatro capítulos, seguindo as estações do ano, "Lorello e Brunello" é um filme nobre e áspero que tem a dureza do solo e a força de suas raízes. Embora dediquem todo seu tempo a cuidar da propriedade onde nasceram, os dois irmãos estão à beira da falência. Junto com seus vizinhos empobrecidos, sentem os reflexos da queda dos preços no mercado e da ação das grandes corporações. O filme acompanha a vida dos irmãos e também de Mirella, namorada romena e incansável de Brunelo; do irmão Giuliano, desajeitado criador de porcos; da mãe, Wilma, que o auxilia, sob os olhares de Ultimina, uma senhora de idade que os viu crescer e que é a memória histórica (também com muita "fofoca") daquele canto do mundo.
Vencedor do prêmio Cipputi no Festival de Cinema de Torino de 2017.

PROGRAMAÇÃO

QUINTA, 13 DE SETEMBRO
19h - Abertura oficial - Slow Food Story (74min)
Sessão seguida de degustação de cervejas artesanais, gentilmente cedidas pela marca Santa Dica

SEXTA, 14 DE SETEMBRO
16h - Ama-San (110min)
18h30 - À procura de mulheres chefs (90min)
20h30 - Meridiano do vinho (60min)
Sessão seguida de degustação de vinhos georgianos, gentilmente oferecidos pela Embaixada da Geórgia no Brasil

SÁBADO, 15 DE SETEMBRO
15h - Lorello e Brunello (85min)
16h30 - A Mentira Verde (97min)
19h - Soufra (73min)
20h30 - Sou eu que cozinho! (54min)
Sessão seguida de degustação de vinhos e petiscos italianos, gentilmente oferecidos pela Embaixada da Itália

DOMINGO, 16 DE SETEMBRO
15h - A busca do chef Ducasse (84min)
16h30 - Atum, Farofa & Spaguetti (95min)
18h30 - Churrasco (102min)

Um ano de trabalho dos irmãos gêmeos Lorello e Brunello, agricultores de Maremma, no sul da Toscana. Dividido em quatro capítulos, seguindo as estações do ano, "Lorello e Brunello" é um filme nobre e áspero que tem a dureza do solo e a força de suas raízes. Embora dediquem todo seu tempo a cuidar da propriedade onde nasceram, os dois irmãos estão à beira da falência. Junto com seus vizinhos empobrecidos, sentem os reflexos da queda dos preços no mercado e da ação das grandes corporações. O filme acompanha a vida dos irmãos e também de Mirella, namorada romena e incansável de Brunelo; do irmão Giuliano, desajeitado criador de porcos; da mãe, Wilma, que o auxilia, sob os olhares de Ultimina, uma senhora de idade que os viu crescer e que é a memória histórica (também com muita "fofoca") daquele canto do mundo.
Vencedor do prêmio Cipputi no Festival de Cinema de Torino de 2017.

LORELLO E BRUNELLO, Itália, 2017, 86min
Direção: Jacopo Quadri

Um ano de trabalho dos irmãos gêmeos Lorello e Brunello, agricultores de Maremma, no sul da Toscana. Dividido em quatro capítulos, seguindo as estações do ano, "Lorello e Brunello" é um filme nobre e áspero que tem a dureza do solo e a força de suas raízes. Embora dediquem todo seu tempo a cuidar da propriedade onde nasceram, os dois irmãos estão à beira da falência. Junto com seus vizinhos empobrecidos, sentem os reflexos da queda dos preços no mercado e da ação das grandes corporações. O filme acompanha a vida dos irmãos e também de Mirella, namorada romena e incansável de Brunelo; do irmão Giuliano, desajeitado criador de porcos; da mãe, Wilma, que o auxilia, sob os olhares de Ultimina, uma senhora de idade que os viu crescer e que é a memória histórica (também com muita "fofoca") daquele canto do mundo.
Vencedor do prêmio Cipputi no Festival de Cinema de Torino de 2017.

SLOW FOOD STORY - Itália, 2013, 74min
Direção: Stefano Sardo

A história do homem e do movimento que revolucionaram a gastronomia mundial. O filme é a história de um grupo de amigos que cresceu na província, entre piadas, comidas colossais e paixão política. Há Carlo Petrini, claro, Mas há também seus melhores amigos, Azio Citi e Giovanni Ravinale. Esta é a história de sua amizade. Das alegrias, mas também das dores.
Carlo Petrini foi o criador do movimento Slow Food. Stefano Sardo é roteirista e diretor artístico do Slow Food on Film, festival internacional promovido pelo movimento Slow Food, em Bologna, na Itália.

SOU EU QUE COZINHO! (Cucini), Itália, 2017, 54min
Direção: Ciro Fabbricino

Um filme que recupera o quão nobre e profunda é a história da comida em Nápoles. "Cucini" faz uma viagem por sabores, odores e cores da tradição gastronômica napolitana através de cinco chefs napolitanos de prestígio. Mario Avallone, Raffaele Cardillo, Gena Iodice, Giuseppe Maiorano e Antonio Tubelli revelam seu caminho pessoal e profissional, abrindo as portas de sua medmória e de sua paixão pela gastronomia. As emoções destes chefs vêm acompanhadas de receitas e traçam uma investigação histórica através da qual se passeia por um itinerário de séculos da arte e da identidade gastronômica napolitana.
O filme é uma produção de Slow Food Napoli.

SERVIÇO

9º SLOW FILME - FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA, ALIMENTAÇÃO E CULTURA LOCAL
Data: 13 a 16 de setembro de 2018
Local: Cine Pireneus (Rua Direita, Pirenópolis, Goiás)
Horários: ver programação
Informações: (61) 3443.8891 e (61) 3242.9805