A revolução energética do sistema elétrico brasileiro

13/02/2019

A revolução energética do sistema elétrico brasileiro: energias

renováveis, redes de transmissão e smart grids.

Oportunidades de inovação e investimentos

(Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2019)


A geração de energia por meio de fontes renováveis, como a solar e a eólica, vem rapidamente se tornando no Brasil, assim como em todo o mundo, um dos pilares do desenvolvimento estratégico do sistema energético.

Os notáveis recursos naturais existentes no Brasil permitem a realização de projetos totalmente sustentáveis, de rápida construção e de custos de geração competitivos, capazes de sustentar a crescente demanda elétrica do país e de trazer desenvolvimento econômico à comunidade.

Importantes redes de transmissão deverão acompanhar tal desenvolvimento e ligar de modo eficiente os novos centros de produção às megalópoles brasileiras e a todos os centros de consumo. Além disso, o desenvolvimento de interconexões, dentro do Brasil e em direção aos países vizinhos, tornará o sistema capaz de responder aos desafios impostos pelas energias renováveis e contribuirá para a criação de um mercado elétrico latino-americano.

Nesse contexto, as redes de distribuição inteligentes serão indispensáveis para a gestão por meio de plataformas digitais dos fluxos de energia desse novo sistema energético, marcado por uma crescente penetração da eletricidade nos usos finais, pela geração distribuída, pelas fontes renováveis, pela mobilidade elétrica e pela exigência de uma sempre maior qualidade de serviço.

Esse cenário de transformação energética acelera a dinâmica de desenvolvimento do setor elétrico brasileiro e o torna rico em oportunidades para a entrada e o crescimento de investidores estrangeiros. Além disso, a escala desses projetos e os incentivos que o país destina à inovação tornam particularmente atrativa a oportunidade para as empresas interessadas em inovar nos setores de competência.