— Vinitaly Brasil —

Comitiva no Vinitaly 2018 representando o Brasil.

Quanto à cadeia produtiva nacional de vinhos, o Brasil possui 80 mil hectares de vinhedos e 1.100 produtores, dos quais 90% estão concentrados no Estado do Rio Grande do Sul. As principais variedades são plantados o Chardonnay, o Moscato Bianco, o Riesling Italico, o Trebbiano, o Cabernet Sauvignon, o Merlot, o Pinot Noir, o Tannat e o Cabernet Franc, mais introduzidos pelos imigrantes italianos, dos quais quase 60 mil são de origem veneziana.

Twitter: @pressVRfiere | Web: www.vinitaly.com 

A VINITALY NO BRASIL COM WINE SOUTH AMERICA

Do 52º Vinitaly, a Veronafiere lançou a nova mostra de vinhos dedicada ao mercado latino-americano. Primeira edição agendada de 26 a 29 de setembro de 2018. Em 2017, as exportações italianas de vinho para o Brasil atingiram 325 milhões de euros (+ 27,6%).


Verona, 17 de abril de 2018 - Vinitaly chega ao Brasil com uma nova exposição dedicada ao setor vitivinícola: Wine South America. O evento organizado pela Feira de Verona, através da subsidiária Veronafiere do Brasil, está programado de 26 a 29 de setembro de 2018 em Bento Gonçalves, no estado do Rio Grande do Sul. São esperados 250 expositores, incluindo adegas, exportadores, distribuidores, representantes, fabricantes de máquinas para viticultura, acessórios para consumo e empresas prestadoras de serviços especializados. Também apresentam espaços reservados para o azeite e um dos produtos simbólicos da América do Sul: o café. Os principais países participantes são Itália e Brasil, Argentina, Chile, Uruguai, Portugal, França, Alemanha, Espanha, Nova Zelândia, África do Sul, Estados Unidos, Austrália e Eslovênia. Além das reuniões B2B, a Wine South America programou eventos para a apresentação de novas tecnologias, degustações de comida e vinho e programas de culinária de produtos regionais. Para as empresas italianas, a Wine South America representa a oportunidade de abrir ou expandir seus mercados para toda a América Latina. De acordo com uma análise do Monitor de Vinho Vinitaly / Nomisma, de fato, as exportações de vinhos italianos para o Brasil voltaram a crescer fortemente em 2017, com um aumento de 27,6%, para 325 milhões de euros. Com os espumantes, que apesar de representarem uma parcela ainda baixa do consumo (8,3% em valor), eles voam para +42,5%. A Itália, quinta colocada em um país dominado pelo vinho chileno, Argentina, Portugal e França, no ano passado, melhorou com um salto de + 48,6% (+ 59,4% de vinhos espumantes) por um valor que perto de 35 milhões de euros e uma quota de mercado de 10,6 por cento. A nova iniciativa de Veronafiere foi apresentada hoje, durante o terceiro dia do 52º Vinitaly, à margem de uma degustação de espumantes brasileiros.