— Michelangelo e Leonardo —

Leonardo da Vinci (Vinci 1452 - Amboise, França, 1519), em seu inesgotável interesse pela natureza, não hesita em dissecar cadáveres e inventar técnicas apropriadas de análise, como a preparação anatômica. As pesquisas anatômicas de Leonardo eram vastas, mas ele nunca conseguiu, precisamente por causa da natureza ilimitada de seus interesses, completar a realização de um verdadeiro "tratado de anatomia", haja visto que ele nunca realizou um "tratado de pintura". A unidade em si ilustra o talento eclético do gênio com a passagem do interesse intimamente relacionado à anatomia ao da visão, com a descoberta dos princípios da estereoscopia, da câmara escura, da fotometria. As imagens desta unidade são tiradas do roteiro televisivo de Renato Castellani, de 1971. Na cena renascentista "s'innesta", de vez em quando, a presença de Giulio Bosetti, que, em roupas modernas, atua como uma dobradiça entre passado e presente, combinando o show da narração com a intenção documental.

Nossa experiência se baseia sobre isto colocar as pessoas a contato con os estudos de Leonardo Da Vinci, Michelangelo em Roma, onde pesquisavam,  trabalhavam e moravam para depois comer no mesmo lugar onde eles faziam suas refeições.

Esta experiência é adapta para adultos, pesquisadores, médicos, artistas ou para quem ama este dois monstros sagrados da arte do renascimento.