Papa contra o trafico de pessoas

30/07/2018

Durante a oração do Angelus de hoje, o Papa Francisco quis renovar o apelo aos líderes políticos para combater o tráfico de migrantes e convidou cada cidadão "a denunciar as injustiças e a se opor firmemente a este vergonhoso crime". Uma oração que também foi apreciada por Matteo Salvini que, nos últimos dias, foi severamente atacado pela Famiglia Cristiana, que o comparou a Satanás por causa de sua linha dura contra a imigração.

"Mesmo aqui em Roma há tráfico". A intervenção de Bergoglio na Piazza San Pietro é muito difícil. "Esta praga escraviza muitos homens, mulheres e crianças para fins de exploração laboral e sexual, o comércio de órgãos da mendicidade e da delinquência forçado", denunciou o Papa na véspera do "Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas "promovido pelas Nações Unidas. "As rotas de migração - sublinha o papa durante o Angelus - são freqüentemente usadas por traficantes e exploradores para recrutar novas vítimas de tráfico". Daí o apelo, indiscriminadamente dirigido a todos os cidadãos, para denunciar a injustiça e contrastar "com firmeza esse crime vergonhoso". Na esteira do enésimo apelo de Bergoglio, alguns jornalistas perguntaram a Salvini se ele concordaria. E o ministro do Interior não só disse que estava "feliz" porque "o Santo Padre também considera o tráfico de seres humanos um crime infame", mas também lembrou que, desde quando chegou ao Viminale (agora 59 dias atras), "combato contrabandistas, traficantes e mafiosos" com o objetivo de "salvar vidas e garantir um futuro melhor na Itália e na África".

Pessoalmente e a nome da redação do Site Itália estou Feliz pelo posicionamento do Papa, ele e so ele pode ajudar a Italia a criar projetos reais para ajudar a Africa.

A hashtag #EndHumanTrafficking acompanhará a campanha lançada pelo Dicastério para o serviço do Desenvolvimento Humano Integral contra o tráfico de seres humanos.