Miss Italia com prótese

13/07/2018

Barista de meio expediente, em Tarquinia, perto de Roma, sua cidade, ela estuda no colegial clássico, se chama Chiara Bondi e pediu para participar do concurso de Miss Itália. Nada inusitado se não fosse por uma perna protética "Depois do acidente comecei a fazer coisas impossíveis" disse Chiara aos jornalistas e quero continuar nesse caminho.

Patrizia Mirigliani, patrona do concurso de Miss Itália, não teve objeções, viu nela "um importante símbolo de esperança e renascimento", a deficiência, ela explica, "é, neste caso, sinônimo de uma feminilidade ferida e redimida" e admite : "Ela é uma menina bonita, ela tem 1,75 de altura e ela tem uma cintura estreita. Ela vai usar a prótese, e daí? Nós falamos muito sobre os corpos das mulheres: bem, na vida real também há corpos feridos, que podem ser belos ». Não é dito que Chiara passe as seleções, mas Clara, vamos torcer todos por você.